Por: Thaline Pagotto

O mundo das Vendas

     Um empresário, ao abrir seu empreendimento tem um objetivo: lucro. Correto? Ninguém inicia um projeto visando resultados negativos, e para isso acontecer, independente do ramo em que você oferece seu produto ou serviço, você precisa VENDER. Mas você sabe o que é vender? 

     Vender não é tão simples, existem formas diferentes de vender, tipos de vendas diferentes, processos de vendas, ciclos de venda... e tudo depende do seu público e do seu setor de atuação. E uma coisa é certa: quanto mais você sabe sobre o que faz, melhor será seu desempenho e, consequentemente, maior o seu lucro. VENDER basicamente se resume em dois pontos simples: 
1- Oferecer algo de valor 
2- Ser recompensado por essa oferta. 
     Essa recompensa pelo produto/serviço não precisa ser necessariamente dinheiro, pois é comum receber em forma de permuta. 
     As vendas são o foco do comércio, mas nenhum ramo é detentor da fórmula infalível para vender, até porque o método usado varia de cliente para cliente, produto para produto, setor para setor e etc... Mas basicamente, vender se consiste em mostrar para o seu comprador que ele necessita daquele produto/serviço, e que ele está ganhando em te comprar isso. Por isso, é necessário saber conhecer bem o comportamento do seu público alvo, e a partir desse conhecimento, conduzi-los ao “sim” na hora da compra. 
     Como dito acima, a fórmula infalível não existe, mas a partir do momento em que você identifica seu tipo de público, você consegue estabelecer métodos que podem ser ajustados e repetidos com diversos clientes, criando um CICLO DE VENDAS consistente ao longo do tempo. Isso é muito importante para o fortalecimento da sua marca, e consequentemente, para o ganho de reconhecimento no mercado. 
     O bom vendedor precisa saber transformar quatro pontos do processo de vendas em POSITIVOS, caso contrário, a situação ficará um pouco mais complicada na hora de convencer o seu comprador. Os pontos são: NECESSIDADE, TEMPO, DINHEIRO e CONFIANÇA 
     É preciso convencer o cliente que ele NECESSITA do seu produto e a missão de fazê-lo acreditar nisso é sua; 
     O comprador precisa ver que caso ele deixe de usar sua ferramenta agora, isso lhe custará mais TEMPO no futuro; 
     O DINHEIRO que está sendo colocado ali é um investimento que trará lucros maiores no futuro, seu público precisa saber disso; 
     Ofereça garantia de que seu produto/serviço e tudo que está prometendo realmente vão funcionar, isso estabelece CONFIANÇA com seu cliente. 
     Hoje, redes sociais como Instagram e Facebook são as principais fontes de vendas de diversas empresas. Algumas, inclusive, optam por trabalhar apenas com vendas digitais. É possível encontrar uma variedade enorme de produtos e serviços, com os mais variados preços e para os mais variados públicos. 
     Isso se dá, devido a forma que essas redes fornecem dados sólidos em diversos aspectos, possibilitando o reconhecimento de diversos públicos e deixando bem explícito o que eles gostam e procuram na internet. 
     Quem sabe usar as redes sociais como uma aliada no processo de vendas, tem nas mãos uma ferramenta que o permite vender para qualquer lugar do mundo, independente do tipo de serviço que oferece.